comorosasdeareia

palavras...como "rosas de areia" ou "flores do deserto"...

domingo, setembro 12, 2004

fantasia.bmp

TESTAMENTO

Vou partir de avião

E o medo das alturas misturado comigo

Faz-me tomar calmantes

E ter sonhos confusos

Se eu morrer

Quero que a minha filha não se esqueça de mim

Que alguém lhe cante mesmo com voz desafinada

E que lhe ofereçam fantasia

Mais que um horário certo

Ou uma cama bem feita

Dêem-lhe amor e ver

Dentro das coisas

Sonhar com sóis azuis e céus brilhantes

Em vez de lhe ensinarem contas de somar

E a descascar batatas

Preparem minha filha para a vida

Se eu morrer de avião

E ficar despegada do meu corpo

E for átomo livre lá no céu

Que se lembre de mim

A minha filha

E mais tarde que diga à sua filha

Que eu voei lá no céu

E fui contentamento deslumbrado

Ao ver na sua casa as contas de somar erradas

E as batatas no saco esquecidas

E íntegras.

Ana Luisa Amaral

16 Comments:

  • At 1:41 da manhã, Anonymous Anónimo said…

    Maria:) Mais uma vez Ana Luísa Amaral que tem o "condão" de me emocionar, ou tu, que a editas:-) Lindíssimo e belo. Mts beijos:))*** wind

     
  • At 5:32 da tarde, Blogger Márcia Maia said…

    Ah, Maria, mais um pra minha coleção. ;)
    Adoro a poesia de Ana Luísa. Obrigada por mais este.
    Um beijo do outro lado do mar.

     
  • At 7:55 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    Que seja o Sentimento a prevalecer sobre o que é rotina e rotineiro, sobre o que deve seguir como regra... lindo poema, Maria! ** M.P.

     
  • At 2:55 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    belo programa pedagógico em forma de poema
    felicito-te pela tua "nova" casa...

    beijos

    DonBadalo

     
  • At 5:47 da tarde, Blogger Alma de Poeta said…

    Olá
    Para que mais palavras se já li aqui as suficientes para só acrescentar que adorei o teu cantinho.
    Andar de avião é seguro, quem vive em ilhas, como eu, é um meio de transporte tão usual como andar de autocarro, não há que ter medo----srsrsr
    Beijo

     
  • At 6:35 da tarde, Blogger Nilson Barcelli said…

    Olá Maria
    Não conhecia a poetisa.
    Mas, pela amostra, é mesmo uma grande Poetisa.
    Escolheste bem, por isso. Parabéns.
    Beijinho e boa semana.

     
  • At 9:02 da tarde, Blogger lique said…

    Bom, tu sabes que eu adoro a poesia de Ana Luísa Amaral. E este poema, em forma de "últimas vontades" para a filha emociona-me sempre. Eu não tenho medo de voar mas, nos tempos em que fazia frequentes idas ao estrangeiro em trabalho, pensava sempre nas minhas filhas quando partia. É isso que faz o nó na garganta quando se lê este belíssimo poema. Beijinhos

     
  • At 10:26 da tarde, Blogger JPD said…

    Muito boa escolha, maria!
    Curiosamente, morre-se mais de carro do que de avião.
    O medo é assim mesmo.
    Bjs

     
  • At 10:49 da tarde, Blogger maria said…

    Eu sei Wind, também comigo isso acontece e por isso de vez em quando a edito... Beijinho e boa semana...:))

     
  • At 10:50 da tarde, Blogger maria said…

    Outro beijo deste lado de cá Márcia e obrigada mais uma vez pela visita... :))

     
  • At 10:52 da tarde, Blogger maria said…

    Sim, MP, que toda a educação seja também e se calhar acima de tudo, uma educação pelos sentidos... Beijo e desejos de boa semana... :))

     
  • At 10:56 da tarde, Blogger maria said…

    Gosto de te ver por aqui Don Badalo! Sim, este poema encerra, subtilmente e de uma forma muito bonita, uma verdadeira lição de pedagogia!Obrigada pelas tuas palavras, beijinho e desejos de uma boa semana...:))

     
  • At 10:58 da tarde, Blogger maria said…

    Olá Alma de Poeta! Obrigada pela visita que retribuirei e obrigada pelo comentário também. Quanto à segurança estamos de acordo... Beijinho também para ti... :))

     
  • At 11:00 da tarde, Blogger maria said…

    É sim, Nilson. Tem poemas lindíssimos. Um beijinho e desejos de boa semana também para ti... :))

     
  • At 11:02 da tarde, Blogger maria said…

    Sim lique, eu sei... E também entendo muito bem o nó na garganta... Beijinho grande para ti e óptima semana, fica bem... :))

     
  • At 11:05 da tarde, Blogger maria said…

    Eu sei Zé! Se perguntarmos à razão, esta, baseada em informação fidedigna, dir-nos-á isso mesmo... O pior é quando os medos residem no lado irracional que todos temos!... Beijo e boa semana, amigo...:))

     

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home