comorosasdeareia

palavras...como "rosas de areia" ou "flores do deserto"...

sábado, outubro 11, 2008



DESTINO DO POETA

Palavras? Sim. De ar
e perdidas no ar.
Deixa que eu me perca entre palavras,
deixa que eu seja o ar entre esses lábios,
um sopro erramundo sem contornos,
breve aroma que no ar se desvanece.
Também a luz em si mesma se perde.

Octávio Paz

6 Comments:

  • At 7:11 da tarde, Blogger instantes e momentos said…

    muito bonito, lindo teu blog. Foi bom conhecer.
    Maurizio

     
  • At 2:04 da tarde, Blogger Graça Pires said…

    "Também a luz em si mesma se perde".
    Como o poeta nas palavras. Belo poema de Octavio Paz. Um beijo Maria.

     
  • At 9:15 da tarde, Blogger heretico said…

    belas as palavras. aqui.sempre
    (palavras em que me perco...)

    beijos

     
  • At 10:30 da tarde, Blogger JPD said…

    Olá Maria

    A espantosa e cheia de gosto antologia que continuas a editar recebeu desta vez a bela poesia de OPaz.

    Muito bem.
    Bjs

     
  • At 7:22 da tarde, Blogger vida de vidro said…

    Que belas essas palavras! Que não se perdem no ar, antes ficam em nós. **

     
  • At 12:11 da manhã, Blogger Márcia said…

    Que jóia de poema, Maria. E esse verso final: sublime.

    Beijo daqui, onde a primavera tem certeza que é verão. ;))

     

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home