comorosasdeareia

palavras...como "rosas de areia" ou "flores do deserto"...

quarta-feira, março 02, 2005

palav.jpg
As palavras

São como um cristal,
as palavras.
Algumas, um punhal,
um incêndio.
Outras,
orvalho apenas.

Secretas vêm, cheias de memória.
Inseguras navegam:
barcos ou beijos,
as águas estremecem.

Desamparadas, inocentes,
leves.
Tecidas são de luz
e são a noite.
E mesmo pálidas
verdes paraísos lembram ainda.

Quem as escuta? Quem
as recolhe, assim,
cruéis, desfeitas,
nas suas conchas puras?

Eugénio de Andrade

7 Comments:

  • At 6:05 da tarde, Blogger wind said…

    Nós:) Genial poema de Eugénio de Andrade sobre as palavras. E mais uma linda escolha tua:-) beijos:)**

     
  • At 7:24 da tarde, Blogger lique said…

    As palavras de Eugénio de Andrade que escutaremos sempre com prazer redobrado. Um beijinho, Maria.

     
  • At 9:50 da tarde, Blogger JPD said…

    Eu, por exemplo, sou candidato! Tudo farei para merecer pertencer ao grupo dos admiradores do Eugénio, admirando a sua poesia.
    Bjs pela escolha.

     
  • At 9:02 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    E eu, e nós todos não sabemos o que as palvras fazem?? Mas dizer ASSIM só mesmo o Eugénio de Andrade! :)** M.P.

     
  • At 2:15 da tarde, Blogger Márcia Maia said…

    Certamente, os poetas as escutam, as recolhem, se encantam delas.
    Beijo!

     
  • At 4:10 da tarde, Blogger manuel said…

    hoje apeteciam-me palavras orvalhadas, como beijos primaveris...

    mas as tuas escolhas são sempre belas!

    beijo

     
  • At 10:21 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    Belas palavras que formam poemas que encantam. Adorei entrar no teu espaço de sentires. Beijos.
    Anne
    http://www.anne_voce.blogger.com.br

     

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home