comorosasdeareia

palavras...como "rosas de areia" ou "flores do deserto"...

terça-feira, dezembro 30, 2008




Esperança:
isto de sonhar bom para diante
eu fi-lo perfeitamente,
Para diante de tudo foi bom
bom de verdade
bem feito de sonho
podia segui-lo como realidade

Esperança:
isto de sonhar bom para diante
eu sei-o de cor.
Até reparo que tenho só esperança
nada mais do que esperança
pura esperança
esperança verdadeira
que engana
e promete
e só promete.
Esperança:
pobre mãe louca
que quer pôr o filho morto de pé?

Esperança
único que eu tenho
não me deixes sem nada
promete
engana
engano que seja
engana
não me deixes sozinho
esperança.

Almada Negreiros

9 Comments:

  • At 9:56 da manhã, Blogger Graça Pires said…

    "Até reparo que tenho só esperança
    nada mais do que esperança
    pura esperança
    esperança verdadeira"
    Almada Negreiros a dizer-nos o que é essencial. É isso Maria que o Novo Ano seja de Esperança. E que te traga tudo o que queres. Com saúde, amor e paz. Um beijo.

     
  • At 9:39 da tarde, Blogger heretico said…

    beijo

    Bom Ano para ti.

     
  • At 8:58 da tarde, Blogger vida de vidro said…

    É o que nos resta, maria. A esperança. Beijo de Bom Ano.

     
  • At 10:27 da tarde, Blogger JPD said…

    Mantê-la-emos viva e acalentada para que tudo resulte mais proficuamente.
    Bjs
    Bom ano

     
  • At 2:47 da manhã, Blogger Sonia Schmorantz said…

    Bela forma de falar da esperança, sempre é bom vir ler aqui no teu espaço.
    Lindo final de semana

     
  • At 6:22 da tarde, Blogger Nilson Barcelli said…

    "Até reparo que tenho só esperança
    nada mais do que esperança
    pura esperança
    esperança verdadeira
    que engana
    e promete
    e só promete."
    Como eu concordo com o poeta... a esperança é coisa que de pouco ou nada serve.
    Beijo.

     
  • At 5:29 da manhã, Blogger Sonia Schmorantz said…

    Façam tardes as manhãs
    Façam artes os artistas
    Faça parte da maçã
    A condenação prevista
    Façam chuvas os Xamãs
    Façam danças as coristas
    Façam votos que esta corda
    Não sabote o equilibrista

    Façam Beatles "For No One"
    Faça o povo a justiça
    Faça amor o tempo todo
    Que amor não desperdiça
    Faça votos pra alegria
    Faça com que todo dia
    Seja um dia de domingo

    Façam tardes as manhãs
    Façam artes os artistas
    Faça parte da maçã
    A condenação prevista

    Façam Beatles "For No One"
    Faça o povo a justiça
    Faça amor o tempo todo
    Que amor não desperdiça
    Faça votos pra alegria
    Faça com que todo dia
    Seja um dia de domingo

    (Osvaldo Montenegro)

    Votos de um lindo final de semana
    Um abraço

     
  • At 12:58 da manhã, Anonymous Al_muthamid said…

    "Soneto

    Fecham-se os dedos donde corre a esperança,
    Toldam-se os olhos donde corre a vida.
    Porquê esperar, porquê, se não se alcança
    Mais do que a angústia que nos é devida?

    Antes aproveitar a nossa herança
    De intenções e palavras proibidas.
    Antes rirmos do anjo, cuja lança
    Nos expulsa da terra prometida.

    Antes sofrer a raiva e o sarcasmo,
    Antes o olhar que peca, a mão que rouba,
    O gesto que estrangula, a voz que grita.

    Antes viver do que morrer no pasmo
    Do nada que nos surge e nos devora,
    Do monstro que inventámos e nos fita. "

    Ary dos Santos:

    Um beijo

     
  • At 6:57 da tarde, Blogger Victor Oliveira Mateus said…

    Belo poema, Maria! Fez-me lembrar
    uma outra passagem dele, quando ele
    dizia que já estavam inventadas todas as palavras para salvar o mundo, faltava apenas uma coisa: salvar o mundo. Acho que tenho de reler Almada...
    Um abraço.

     

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home