comorosasdeareia

palavras...como "rosas de areia" ou "flores do deserto"...

domingo, fevereiro 08, 2009


DO CIMO DO POEMA

Encontro-me contigo todas as noites
à esquina das palavras
dos versos que escrevo madrugada dentro.
E sempre a sorrir, do cimo do poema
vais-me chegando cada fonema
vais-me dizendo ao ouvido o som e o sentido que dou às palavras
dos versos que escrevo madrugada dentro.
E sempre a sorrir, do cimo do poema
afagando-me o rosto com teus dedos de vento e fantasia
em diadema
vais compondo comigo a melodia que ponho nas palavras
dos versos que escrevo madrugada dentro.
E se um dia a noite chegar e eu não te encontrar à esquina das palavras
dos versos que escrevo madrugada dentro
as palavras, ocas, sem som e sem sentido bailarão como loucas
vestindo de tormento os versos que sem ti chorarão de saudade
madrugada dentro…

Maria

9 Comments:

  • At 3:40 da tarde, Blogger JPD said…

    Magnífico, maria.
    Beijinho.

     
  • At 11:25 da tarde, Anonymous Al_muthamid said…

    Sem palavras...


    Beijinho

     
  • At 4:10 da tarde, Blogger Graça Pires said…

    Madrugada dentro, as palavras vieram como pássaros empoleirar-se no cimo do poema. Belíssimo. Um beijo Maria.

     
  • At 11:16 da tarde, Blogger heretico said…

    musical. vibrante, como cordas de um violino...

    belíssimo

     
  • At 6:16 da tarde, Blogger Nilson Barcelli said…

    Para além da criatividade poética bem patente neste teu poema, admirei também a harmonia dos versos, das frases. O teu poema soa tão bem que até parece música.
    Gostei imenso, está claro...
    Beijo.

     
  • At 3:41 da manhã, Blogger Sonia Schmorantz said…

    A criatividade é mesmo incrível, somos dezenas, centenas de pessoas a escrever e cada qual toma um caminho poético diferente, e todos encantam...
    lindo seu poema
    um abraço e bom final de semana

     
  • At 9:57 da tarde, Blogger JPD said…

    Olá maria

    Há uma prenda para ti na Gaiola.
    Bjs

     
  • At 8:35 da tarde, Blogger Victor Oliveira Mateus said…

    Maria,

    que agradável surpresa! Estou de acordo com o Nison, quanto à musica
    lidade do poema conseguida com um
    processo de rima muito discreto mas
    eficaz. Gostei muito tb da mensagem
    que se "esconde" debaixo dos versos
    Bjs.

     
  • At 2:58 da tarde, Blogger Silent Raven said…

    De uma beleza sublime. Voltarei mais vezes!

     

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home