comorosasdeareia

palavras...como "rosas de areia" ou "flores do deserto"...

quarta-feira, setembro 22, 2004

sofia.bmp

Imagem

Tão brando é o movimento
das estrelas, da lua,
das nuvens e do vento,
que se desenha a tua
face no firmamento.

Desenha-se tão pura
como nunca a tiveste,
nem nenhuma criatura.
Pois é sombra celeste
da terrena aventura.

Como um cristal se aquieta
minha vida no sono,
venturosa e completa.
E teu rosto aprisiono
em grave luz secreta.

Teu silêncio em meu peito
de tal maneira existe,
reconhecido e aceito,
que chego a ficar triste
de vê-lo tão perfeito.

E não pergunto nada.
Espero que amanheça,
e a cor da madrugada
pouse na tua cabeça
uma rosa encarnada.

Cecília Meireles

8 Comments:

  • At 1:02 da manhã, Anonymous Anónimo said…

    Maria, esta é só uma das minhas poetisas preferidas. O amor nela tão depressa era bom como doloroso. Nunca até hoje a entendi;) beijos:)***PS: As coisas são enquanto duram.

     
  • At 3:09 da tarde, Blogger M.P. said…

    Lindo, Maria! Hino ao Amor! Ao teu Amor? :)**

     
  • At 9:34 da tarde, Blogger LetrasAoAcaso said…

    Maria além da capacidade de criares tens ainda a capacidade de escolheres.
    Este Poema da Cecília é particularmente belo.
    Beijos minha amiga.

     
  • At 9:50 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    Maria o 1ºcomment foi meu. ai a minha cabeça no ar:))) wind

     
  • At 10:02 da tarde, Blogger JPD said…

    Muito bonito!
    Bjs

     
  • At 10:14 da tarde, Blogger lique said…

    Que belo poema de Cecília Meireles! Algo de doce, lento, aceite tal como é. Levo-o para a minha noite de hoje. Beijinhos, maria.

     
  • At 7:10 da tarde, Blogger Márcia Maia said…

    A poesia de cecília Meireles é sempre especial e esse poema, no seu movimento lento, contem uma ternura encantadora.
    beijo daqui, Maria.

     
  • At 12:37 da manhã, Blogger manuel said…

    como a pode a poesia ser assim bela e simples emergindo da toada intima da palavras, com a naturalidade do beijo dos amantes...

    gostei mto

    DonBadalo

     

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home