comorosasdeareia

palavras...como "rosas de areia" ou "flores do deserto"...

quinta-feira, junho 30, 2005

magia.jpg


AUTO RETRATO
Espáduas brancas palpitantes:
asas no exílio dum corpo.
Os braços calhas cintilantes
para o comboio da alma.
E os olhos emigrantes
no navio da pálpebra
encalhado em renúncia ou cobardia.
Por vezes fêmea. Por vezes monja.
Conforme a noite. Conforme o dia.
Molusco. Esponja
embebida num filtro de magia.
Aranha de ouro
presa na teia dos seus ardis.
E aos pés um coração de louça
quebrado em jogos infantis.

Natália Correia

7 Comments:

  • At 11:13 da tarde, Blogger wind said…

    Belo!:) Beijos:))**

     
  • At 12:11 da manhã, Blogger Márcia Maia said…

    ah, maria, maria, que poema! beijo e beijo por ele.

     
  • At 9:52 da tarde, Blogger M.P. said…

    Olá, Maria.. Este auto-retrato é sensacional! Um boa semana e espero que as férias estejam à espreita! :)**

     
  • At 4:21 da tarde, Blogger manuel said…

    "Aranha de oiro/ presa na teia de seus ardis...". Também tu, Maria? rsss. Belo. Beijos

     
  • At 6:27 da tarde, Anonymous zezinho said…

    Olá Maria!
    De Natália, tenho apenas contra as suas opções partidárias. Mas adoro a poesia dela. E porque as escolhas nos definem, parabéns por mais esta.
    Ainda continua de pé, o convite para ir ao S. João?
    Façam outro e eu vou.

    Beijinhos

     
  • At 1:04 da tarde, Anonymous Menina_marota said…

    Natália Correia... uma das poetisas minha preferida!!
    Uma bela escolha, um auto-retrato perfeito!
    Deixo-te um abraço e continuação de boas férias :)

     
  • At 10:42 da manhã, Anonymous Anónimo said…

    I like the page you have here. Check mine out data recovery texas

     

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home